Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O fujão

O Fujão

Hoje vou escrever para relembrar uma passagem singular da minha vida. O dia em que eu Fuji de casa. Confesso que eu não me lembro exatamente à razão. Tinha uns doze anos de idade, em Jaú, quando numa certa tarde a mamãe me pediu para ir até a cooperativa de consumo do Sesi, há cerca de três quarteirões de casa para comprar óleo. Na época eu tinha uma bicicleta Monark Gran prêmio verde e de pneu balão (muito chic para a época). Fui até a cooperativa levando um vasilhame vazio dentro de uma sacola, e lá enchi com o óleo. Pendurei a sacola, com o litro dentro, no guidão da bicicleta. O retorno para casa era uma subida íngreme, dificultando assim o controle da posição da sacola. No meio da viagem, o litro bateu no corpo da bicicleta. E se quebrou.
Eu entrei em pânico. Não podia assumir aquela tragédia. Mais fácil era não voltar mais para casa.
A minha primeira idéia foi ir até Araraquara refugiar-me na casa do vovô Teodoro. Fui com a bicicleta até o contorno de Jaú / Araraquara / Brotas, há cerca de cinco kilómetros da cidade e lá montei uma base para analisar a situação e ver o que fazer.
Como ainda é nos dias de hoje, o trânsito de caminhões carregando cana era muito grande. Daí fiz o que costumava fazer todos os  dias na frente de casa que era rota de passagem de caminhões de cana. Subi num deles e joguei pedaços de cana pela estrada para depois descascá-la com os dentes e chupar o caldo. Fiquei entretido nesta atividade por pouco mais de uma hora.
Depois, bem mais calmo pela ingestão de tanto açúcar da cana, peguei minha bicicleta, e depois de rodar por algum tempo pelas ruas da cidade, e concluir que o meu objetivo era muito longe (70km), tomei a sábia decisão de deixar pra lá e voltar para casa. Fui chegar em casa no final da tarde, encontrando a mamãe preocupada com o meu sumiço. Eu, na minha pré-adolescência não fazia idéia de quantas coisas muito mais difíceis ainda teria que enfrentar, sem ter como fugir.


08/05/2005

luiz peixoto
Enviado por luiz peixoto em 10/11/2005
Código do texto: T69805
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
luiz peixoto
São José dos Campos - São Paulo - Brasil, 63 anos
26 textos (2004 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 13:03)
luiz peixoto