Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Futebol de várzea



Vou escrever um pouco sobre mais uma paixão do Papai, o futebol. Durante toda a sua vida ele esteve envolvido com este esporte e eu mais uma vez peguei uma carona com ele e o acompanhei em muitos eventos. A época mais marcante para mim foi no tempo do “Formados”. Era um time amador que havia em Jaú nos meus tempos de criança, constituído por elementos das mais diferentes áreas: alguns professores como ele, comerciantes da cidade, diretores de escola e demais apaixonados pelo esporte, com idade variando entre seus trinta e quarenta anos. O Papai era titular do time, o que era motivo de muito orgulho para mim. Para quem não sabe, apesar de estar sempre carregando uns quilos a mais, Papai era um excelente ponta direita. O time tinha dois bons centros – avante que se aproveitavam dos bons cruzamentos do Papai e formavam um ataque muito efetivo.  O Time do “Formados” era convidado e viajava com freqüência pelas cidades vizinhas fazendo suas partidas. Eu o  acompanhava em todas estas viagens, o que permitiu-me conhecer muitas  cidades da região de Jaú. Geralmente as partidas eram realizadas em clubes de várzea onde sempre havia atrativos para mim, como piscinas, parques e jogos diversos.Com isso, estas saídas me proporcionavam momentos muito agradáveis. Lembro também que no time havia alguns craques de bola, como o Edu, alguns anos depois jogador do Santos (ponta-esquerda) e da seleção, e Afonsinho, ex-flamengo.  Mas estes eram convidados a jogar por pouco tempo, senão não sobrava para mais ninguém.
Não foi só desta forma que se desenrolou a minha vivência junto com o Papai dentro do futebol. Houve também os tempos do XV de Jaú, quando eu também o acompanhava para assistir às partidas no estádio. Bem, mas isso eu vou contar numa próxima historinha.
A paixão do Papai pelo futebol foi marcante em toda a sua vida. Nos últimos anos, como sempre fervoroso torcedor do São Paulo, era também assíduo telespectador além do futebol brasileiro, dos campeonatos europeus e sabia de tudo sobre os campeonatos Alemão, Espanhol, português e Italiano, vibrando muito com o bom  desempenho dos jogadores brasileiros jogando nestes países. Assim, aqui foi mais uma das séries de boas lembranças que a companhia do Papai me proporcionou.




01/03/05








luiz peixoto
Enviado por luiz peixoto em 11/11/2005
Código do texto: T70051
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
luiz peixoto
São José dos Campos - São Paulo - Brasil, 63 anos
26 textos (2004 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:26)
luiz peixoto