Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EUFEMISMOS PARA MORRER DE RIR

Açougueiro não morre, desencarna.
 
Historiador: começa outra história.
 
Arqueólogo vira fóssil.
 
Escritor: esgota a sua última edição.
 
Maestro: termina o período de regência.
 
Jogador de futebol: dá um drible na vida.
 
Juiz de direito: lavra a sua própria sentença.
 
Professor (a): apaga o quadro-negro para sempre.
 
Sapateiro: bate as botas.

Bombeiro: apaga a sua última chama.
 
Ator (atriz) de teatro: deixam cair o pano.
 
Advogado: perde sua última causa.
 
(José de Castro, in Quem brinca em serviço. Natal/RN: Sebo Vermelho, 2003)
José de Castro
Enviado por José de Castro em 29/10/2007
Código do texto: T715542

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José de Castro
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 69 anos
2304 textos (688441 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 18:32)
José de Castro