Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PLEONASTICAMENTE, VIU DOTÔ?

                     

Às vezes me parece que o mundo (ao menos este "nosso") é uma  grande  piada.
Ainda bem, porque diante de tantos percalços, ultimamente é bom que riamos mesmo! E MUITO!
Então, eu lhes garanto que o que vou contar é fato...e que presenciei!
Há que se ter olhos para se rir com a  razão!

Já era noite, e ele acabara de passar pela porta de saída dum  hospital público, morto de cansaço dum dia inteiro de trabalho, quando  alguém gritou:
-Doutor, doutor!
Coitado, tive a impressão de que nem ouviu, mas insistiram...
-Doutor, doutor....ei, você aí, segura o doutor, rápido, segura ele!
 Assustado o tal doutor olhou para trás:
-É comigo?-perguntou meio embaraçado.
-Sim, desculpe doutor, mas o senhor infringiu o regulamento, estamos aqui para que as ordens superiores se cumpram...
-Ordens? Mas o que  eu fiz? Matei alguém?
-Doutor, o senhor saiu pela porta errada. A porta de saída é à sua esquerda, e o senhor saiu pela da direita. Sinto muito doutor, ordens são ordens!
  Ele ficou atônito com a colocação...mas o caso não parou por aí:
-Mas eu já saí...não saí? E agora, o que o senhor quer que eu faça?
-Por favor doutor, daria para o senhor entrar novamente e sair pela porta correta?
-Pela da saída...? É isso?-perguntou o doutor desnorteado...e nervoso...
-Sim doutor, pela da saída...pela esquerda! Calma, não é difícil, doutor! Acho que o senhor se distraiu...está meio atrapalhado o senhor!-deve ser cansaço, desculpe.
-E quem te falou que a saída é pela esquerda?
-Coisa lá de cima doutor, me desculpe de novo...

E eu ali, não acreditava no que via!
Convenceram o tal doutor de que ordens são ordens.Se a saída era pela esquerda por que aquele doutor rebelde insistia em desobedecer a regra? Ainda mais sob câmera de vídeo?

“PLEONASTICAMENTE”, o doutor subiu a rampa novamente, entrou pela porta da entrada, saiu pela porta da saída...como manda o figurino! Ah...agora sim...
E  a portaria, feliz, se tranqüilizou, porque um bom serviço público se mede pelos detalhes.Missão cumprida... afinal “enquadraram” o bandido do doutor! Há que se tomar cuidado com quem escapa pela direita! Quem ele pensa que é? Só porque estudou a vida toda?
Mas pasmem, ouvi dizer que outro dia fizeram a mesma coisa com uma maca que desceu da ambulância e na emergência entrou pela porta errada...voltaram com doente e tudo para reentrarem pela porta certa...A DA ENTRADA! Que se morra sim...mas na legalidade, ora essa!
O que eu me pergunto é como em sã consciência um alguém é pago para criar certas regras, outro alguém para administra-las...  e o que é pior, mais outro alguém é pago para cumpri-las...ao pé da letra!  E com ‘otoridade”! E não é uma piada? Então riam pra não chorarem!.
Viva o dinheiro público!
-E vê se presta mais atenção na próxima, viu “dotô?
MAVI
Enviado por MAVI em 06/11/2007
Reeditado em 07/11/2007
Código do texto: T725245

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Áudio
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MAVI
São Paulo - São Paulo - Brasil, 57 anos
5444 textos (340860 leituras)
993 áudios (87034 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 02:27)
MAVI