Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CURRICULUM VITAE

Eu nasci um bebê, da barriga da minha mãe. Nasci prematuro, antes do tempo e foi feito parto cesária com um corte na barriga da coitada. Quando completei 1 ano, mamãe e papai me deram uma festinha de presente, festinha de aniversário de um ano, no qual coincidentemente caiu bem no dia que fazia um ano que eu havia nascido (Incrível isso!!!). Vieram muitos convidados, muitas outras crianças que pulavam e gritavam e eu, como um lindo menino quieto e sendo uma criança de colo, ainda não pulava, ficava no colo apenas.
Alguns meses depois, papai e mamãe me contaram que eu iria ter uma irmãzinha. Irmãzinha que ia nascer bebê igual a mim, da barriga da mamãe, mas dessa vez de parto normal por um lugar que tenho vergonha de falar...
Quando minha irmã nasceu, ela era do sexo feminino, apesar que ao meu conceito devemos decidir isso só quando crescemos. Amandinha era fofa, chorava o tempo todo de fome porquê queria comida, e toda hora sua fralda era trocada porque havia feito cocô ou xixi. Que coisa...
Nós crescemos... e crescemos. Papai e mamãe se separaram quando eu estava com 5 anos. Quando papai e mamãe se separam judicialmente, tiveram que procurar advogado. Foi um rolo.
A separação deles foi uma separação muito feia, porquê papai batia na mamãe e ela pediu primeiro a separação de corpos, sendo que eles ficaram cada um numa casa. Quando a separação judicial saiu, as coisas foram se ajeitando e eles voltaram a se falar.
Amandinha era muito esperta e por isso mamãe tinha que ficar toda hora observando ela porquê ela teimava em ir pra rua, onde o carro passa.
Eu cresci, cresci...
Cresci e fiquei grande.
Amandinha também, e como eu disse algumas linhas escritas atrás, ela realmente decidiu e agora prefere ser chamada de Arnaldo.
Tudo bem, gosto não se discute.
Agora, refletindo sobre toda minha vida, revendo o curso de informática que fiz, onde aprendi a mexer no computador e o curso de administração, no qual aprendi a administrar, percebo que estou preparado para o mercado de trabalho, onde encontramos empregos (ás vezes).
Como sou uma pessoa muito objetiva, direta, sem rodeios e que vou diretamente ao ponto, sem me dispersar do assunto, gostaria de me candidatar a esta vaga de chefe do departamento de revisão de resumos do jornal da cidade. Sou ótimo em resumir, ótimo em descrever um fato sem prolongar demais a história repetindo coisas já ditas.

Entre em contato comigo por um dos meios de contato existentes atualmente:
E-mail, telefone, cartas, sinais de fumaça, o que desejar.

Estarei esperando anciosamente.

PS.: Aos 15 anos decidi meu sexo também, portanto, chame-me de Luciana.
Daiane Rodrigues
Enviado por Daiane Rodrigues em 13/11/2007
Reeditado em 01/09/2010
Código do texto: T735937

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Créditos (criação): Daiane Rodrigues. - Não é permitido usar esta obra para qualquer fim sem a permição da autora.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Daiane Rodrigues
Américo Brasiliense - São Paulo - Brasil, 28 anos
392 textos (25792 leituras)
1 áudios (108 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 00:02)
Daiane Rodrigues