Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pernilongos gigantes.

Amigos eu fui acampar em Itu, interior de São Paulo, por volta das 23h30min me deu um tremendo sono e fui tentar dormir, quando cai no sono delicioso acordei com tantas ferroadas que parecia facada de tamanha era a profundeza dos cortes que me fizeram.
Gente tava um calor danado, mas mesmo assim, sem ter outra escolha resolvi cobrir até a cabeça com um pesado e quente cobertor, foi quando novamente senti aquelas dolorosas ferroadas, acreditem se quiserem os pernilongos ajuntaram em bando e jogaram o meu cobertor no chão.
Já *p* da vida, então resolvi me enrolar todinho no meu cobertor só assim estaria protegido deles, pelo menos pensava que estaria.
Gente é inacreditável, mas desta vez eles me derrubaram do meu cochonete, eles ajuntaram e me puxaram com cobertor e tudo para fora do meu cochonete , e eu naquele sono pesado só percebi o acontecido quando senti novamente aquelas dolorosas ferroadas , sim , eles me jogaram no chão , e ferroam-me em cima do cobertor , os ferrões deles rasgaram meu cobertor fazendo-o em pedacinhos e quase me fizeram também .
Fiquei muito mais nervoso ainda e parti para a guerra com eles, peguei minha cartucheira e mandei tiros para todo quando é lado, depois de gastar toda a minha munição finalmente venci aquela tropa de pernilongos, então fui dormir lá fora, por que dentro da barraca não havia mais condições por causa das manchas de sangue que ficou na barraca parecendo uma poça de água.
Dormi bravamente livre dos insetos e quando acordei de manhã, fiquei ainda mais impressionado, nossa gente, veio até urubu rei comer a carniça daqueles enormes insetos e ainda por cima quando fui pegar as minhas coisas na barraca eles me atacaram.
Fui embora e nunca mais voltei acampar lá e jamais voltarei, tenho cicatrizes enormes que guardo como lembranças daquele acampamento onde fiquei enlouquecido com aqueles insetos.
Bem, mas pelo menos ainda to vivo e é isso o que importa!
Um forte abraço!
LUIZÃO
Enviado por LUIZÃO em 18/11/2007
Código do texto: T742672
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
LUIZÃO
Pirassununga - São Paulo - Brasil, 51 anos
277 textos (57517 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 07:12)
LUIZÃO