Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LUNGA E A LOURA GELOSA

No Cafundó é assim, sábado à tarde final de expediente, seu Lunga encerra as portas do seu estabelecimento de secos e molhados, no caminho de casa, no cruzamento das Ruas São Pedro com São Paulo, bate de cara com um compadre. - Compadre Neco, vamos tomar uma gelosa no bar da Ti’ana, só assim a gente espairece as quizilas da semana. - Compadre Lunga, não dá, fiz um juramento, só beberei no Natal. - Tá doido compadre, somente um desanuviado viajaria 700 km pra tomar uma cerveja tão longe. A loura gelada do Cafundó do Judas tem o mesmo sabor da gelosa da terra potiguar. Mas, como fiz o convite, o danado encontra-se de pé, se o compadre quiser aceitar a gente estica até o ‘Pau-do-guarda’ distante apenas 20 km e toma uma cerva no cabaré da Guloria, topa?
Chiquimribeiro
Enviado por Chiquimribeiro em 19/11/2007
Reeditado em 17/03/2015
Código do texto: T743596
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Chiquimribeiro
Fortaleza - Ceará - Brasil
534 textos (76329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 08:51)
Chiquimribeiro