Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A aposta

Um sujeito dirige-se a uma lotérica com objetivo de fazer uma “fezinha”
Ao ser atendido, solicitou à atendente que lhe desse alguma sugestão de números, uma vez que alegava estar sem palpites.
A moça tentando ajudá-lo perguntou:
- O Senhor é casado?
- Sim, estou no terceiro casamento. Respondeu.
E ela: - Então o seu primeiro palpite pode ser o número 3
- O Senhor tem filhos?
- Sim, dois do primeiro, três do segundo, mais um...
- Então seu segundo palpite pode ser 6. Ela sugeriu.
- Em que mês o senhor nasceu?
- Em agosto. Respondeu.
- Podemos considerar o número 8. Agosto mês 8, certo?!!
- Para completar, quantas vezes o senhor já deu a bunda?
Indignado ele respondeu:
Ora essa!!! Eu nunca dei a bunda, não senhora!!!
- Calma respondeu ela, - Eu só estou tentando ajudá-lo.
Então o seu quarto número será O.
Confirmando, disse ela: - Podemos apostar 3680, certo?
Um tanto contrariado, aceitou a aposta.
Na semana seguinte, ansioso, foi conferir o resultado.
Resultado: 3681.
E ele muito puto: - Maldita hora que eu fui mentir!!!!

Poderia ser pior não é? Ou seja: 3685 por exemplo...

Paulo Kostella
Enviado por Paulo Kostella em 27/11/2007
Código do texto: T754475

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Kostella
São José dos Campos - São Paulo - Brasil, 58 anos
922 textos (177554 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 18:55)
Paulo Kostella