Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Invasor

Fiquei invisível, certa ocasião,
Ao levar uma descarga de trovão.
Fui a casa dos meus inimigos,
Para corregir e aplicar uns castigos.

Dormí , comí e banhei ao lado da viúva,
Na feira, chupei laranja , manga e uva.
No futebol, a bola fez o que eu quiz,
Confundí o torcedor, jogador e o juiz.

No banco,  destribuí dinheiro a população,
No elevador,  abraços e empurrão.
Na piscina, tirei shorts e maiô,
E escondí o óculo do vovô.

Nas lojas femininas, eu ficava no provador,
Conferindo as gatas com muito rigor.
Soltei um pum no onibus lotado,
E passei a mão na bunda do soldado.

No escuro e com uma vela, fui a casa do Raimundo,
No ascende e apaga, assustei a todo mundo.
Com medo no seu quarto, ele fez promessa a Santa Luzia,
E rezou 100 terço e l000 ave maria.

Bossi
Enviado por Bossi em 27/11/2007
Código do texto: T755592
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bossi
São Paulo - São Paulo - Brasil, 67 anos
100 textos (9805 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 11:05)
Bossi