Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LOUCURAS POÉTICAS (sextilhas malucas)

O louco e visionário poeta,
Em trovas herméticas
Cometeu um poema pirado
De loucuras poéticas
Ensandecidas métricas,
Viajou na maionese, abobado.

Desajuizado, desmiolado,
Demente e outras coisas mais
Pirou de vez, ficou pinel
Variou  por entre haicais
E abestalhado demais
Delirou nos versos do rondel.

Completamente alucinado
Perdeu o juízo, cometeu desatino
Nas sextilhas de um cordel
E num verso alexandrino
Perdeu o rumo e o tino
Ficou biruta o menestrel.

Num poetrix-duplix aluado,
Em doidivanas rimas e poemetos,
Delirou seu doido coração
Perdeu-se nos sonetos
Alienou-se nos tercetos
E perdeu de vez a razão.

(José de Castro, 02/12/07)

Para Alessandra Espínola, inspirado no seu “POEMA DOIDO”








 
José de Castro
Enviado por José de Castro em 02/12/2007
Código do texto: T762190

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José de Castro
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 69 anos
2304 textos (688540 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 16:39)
José de Castro