Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amigos, amigos. Vibradores à parte...

Naquele dia ela olha para o armário e a solidão encravada em cima da cama, marido que é bom... Viajando.
O jeito mesmo era buscar no vibrador,um pouco de consolo, mas como fazer isso?

Sozinha fica mesmo sem graça.
Aí ela tem uma idéia brilhante!

Corre entra na Internet, procura um amigo,
Abre a câmera e lhe diz: Estou louca pra gozar!

Amigo safado, não se faz de rogado e diz logo que sim,
quero ver tudo, não quero perder nada.
De câmera bem posicionada, deita-se na cama,
Faz cara de tesão e de lá chama o amigo, que do outro lado coitado, já nem sabe como fazer, pra conter sua aflição.

O vibrador ainda posicionado ao seu lado, deitado na cama,
Por enquanto, era somente jogo de sedução, ela com caras, bocas e bundas, ele com palavras de incentivos e alguns palavrões de exaltação!
E quando parecia tudo pronto, ambos já bem excitados, bate na porta quem?

O marido que chega de supetão, ela abre o sorriso, fecha a câmera rapidamente, e vai transar com marido que já está doidão.  Lá do outro lado fica o amigo, puto da vida com aquele troço enorme na mão e no canto da cama, jogado de lado quase caindo no chão,fica o coitado que nem foi usado, o vibrador carente.




























paulo cesar coelho
Enviado por paulo cesar coelho em 12/12/2005
Reeditado em 10/01/2006
Código do texto: T84978

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
paulo cesar coelho
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
2589 textos (470620 leituras)
57 áudios (6064 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:05)
paulo cesar coelho

Site do Escritor