Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O VELHO, A SERRA, O CANSAÇO!




O VELHO, A SERRA, O CANSAÇO!

Sobe a serra
com muito cuidado.
Vai subindo, olhando e pensando,
cheirando e sentindo
o aroma gostoso
das plantas silvestres.

A serra é grande,
alta e também muito bonita.
Seu nome é simples,
 Serra do Lenheiro,
no vale do Rio das Mortes.

Serra do Lenheiro,
lenheiro da serra.
Lá vai ele,
com sol ou chuva,
subindo.., subindo...
É o lenheiro da Serra do Lenheiro!

Já velho, coitado!
Já cansado, coitado
A cada dia,
sobe mais devagar ainda
a serra do lenheiro,
o lenheiro da Serra do Lenheiro!

Vai cedinho,
volta já tarde.
Tarde, quando o sol vai se escondendo
lá vem ele descendo!
O passo é o mesmo,
tanto para subir
quanto para descer.
A marcha é a mesma,
subindo ou descendo.
O homem, cansado,
já não pode mais.
Porém o passo é o mesmo,
subindo ou descendo, o lenheiro,
da Serra do Lenheiro!

Dizem que quando menino,
muito novo ainda,
de bodoque em punho,
já era parte da serra.
Cresceu subindo a serra,
amou... amou com o coração na serra.

O velho, cansado,
o sol chega,
o sol se vai,
o velho vai,
o velho vem,
querendo...
querendo, meu Deus,
morrer na Serra,
na Serra do Lenheiro,
o lenheiro da Serra do Lenheiro!
Karuk
Enviado por Karuk em 16/03/2006
Código do texto: T124240
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Karuk
São João Del Rei - Minas Gerais - Brasil, 76 anos
300 textos (31534 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 09:09)
Karuk