Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ALFABETIZANDO COM POESIA

TICO TICO, TECO TECO
Vem o trem da alegria,
Ensinar o ALFABETO.

a   é uma bolinha,
Que tem uma só perninha.
Estou com pena da letrinha,
Será que é manca a coitadinha?

b   se acha bonito,
Belo e bonachão.
Mas não sabe que é esquisito,
Pois tem um barrigão.

c   é uma curvinha,
Casa se escreve com ela.
De paredes coloridas,
Com portas e janelas.

d   cortou o dedo,
Doeu e ele chorou;
Mamãe fez curativo,
Deu beijinho e passou.

e   elefante escreve.
De tromba bem comprida.
É um bicho muito grande,
Mas é amigo da formiga.

f   foi a feira,
De frutas ele gosta.
Com figo e framboesa,
Fez uma linda torta.

g   escreve guerra,
É uma letra muito estranha.
Pois gostar também é dela,
Como faz guerra se ama?

h   marca hora para tudo.
Da escola, do almoço e do jantar.
Mas a melhor hora do dia,
É a hora de brincar.

i   foi à igreja;
E, começou a chover.
Levou um pingo na cabeça,
Não adiantou correr.

j   estava com fome,
Esperando o seu jantar,
Correu para a janela,
Para ver sua mãe chegar.

L  é rei na selva,
na floresta ele é o bom.
O que é que se escreve com ela?
É a letra do leão.
           
m   tem três perninhas
Para escrever, dá três voltinhas.
Parece uma minhoquinha,
Toda encolhidinha.

n   é a letra do não
Que às vezes a mamãe diz.
Porque você faz malcriação
E ela não fica feliz.

o   é tão redondinho,
Parece um ovinho.
Se quebrarmos ele ao meio,
Será que nasce um pintinho?

p   mantém a ordem,
Ele é policial.
Prender o ladrão ele pode
E nos defender do mal.

q   gosta muito de queijo;
Queria comer sem parar.
Quase caiu o queixo,
De tanto mastigar.

r   andava na rua,
Muito distraído,
Quando viu um enorme rato,
Se assustou e deu um grito.
             
s   é muito sabido,
De saúde ele entende,
Por isso come salada,
Para não ficar doente.

t   trouxe um tatu,
Para a  turma conhecer,
Fez um grande tumulto,
Todos queriam ver.

u   é letra útil,
União assim começa.
Unidos temos a força,
E não precisamos ter pressa.

v    é a letra da verdade.
Mentira não é legal.
Mas também da vaidade,
Que às vezes faz muito mal.

x   ficou doente,
Tomou xarope na xícara.
Estava com dor de dente,
E também dor de barriga.

z   é de nota zero,
Que ninguém quer tirar.
Mas para ser o primeiro,
Vai ter que estudar.

TICO TICO, TECO TECO
Passou o trem da alegria,
Ensinando o ALFABETO.
Vera Ribeiro Guedes
Enviado por Vera Ribeiro Guedes em 29/06/2005
Reeditado em 29/06/2005
Código do texto: T29060

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site www.recantodasletras.com.br/autores/vera). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vera Ribeiro Guedes
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil, 54 anos
131 textos (41800 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:23)
Vera Ribeiro Guedes