Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UMA AMIZADE SINCERA, QUANTO VALE?

- Olá Janjão! Qual é a boa notícia?
Perguntou Claudinho ao ver Janjão sorrindo de felicidade.
- É aniversário do meu irmão e vai haver uma linda festa lá em casa esta noite. Respondeu Janjão.
- Aniversário do Zequinha?
- Não, é aniversário do Pedrinho.
- Me convida para a festa? Implorou Claudinho.
- Não posso. O aniversário é dele e não meu. Respondeu Janjão, indo embora.

Claudinho ficou zangado.
Todos foram convidados.
O que fizera de errado?
Logo o Pedrinho, que era seu melhor amigo!

E começou a pensar...
... Sempre convidei o Pedrinho para as minhas festas de aniversário. Por que será que ele não quis me convidar?

- Manuela, você foi convidada para a festa do Pedrinho?
- Fui sim, Claudinho. Vou colocar o meu vestido novo e já comprei até um presente. Respondeu Manuela toda contente.
- É isto!... Um presente!...
Claudinho pensou rápido. Foi até o armarinho do seu Zé e comprou um belo carrinho para o Pedrinho. Embrulhou com todo cuidado em um papel de seda azul, e deu um lindo laço vermelho.
Foi chegando devagarinho e disse:
- Pedrinho! Soube que hoje é seu aniversário e vim lhe trazer um presente.
- Obrigado Claudinho! Não precisava se preocupar!
Respondeu Pedrinho; mas, virou-lhe as costas e não lhe convidou para a festa.
E Claudinho ficou muito triste... e foi para casa.

À noite, pela janela de seu apartamento, viu todas as crianças da rua indo para a festa. De lá tudo via, pois, morava no 4o andar, e a festa era na casa ao lado.
Tinha bola, algodão-doce, pipoca, cachorro-quente, sem contar o mágico e os palhaços que alegravam a criançada.
De repente...  A campainha tocou... Foi abrir a porta e para sua surpresa, quem estava lá?
Era o Pedrinho, que com um grande sorriso lhe perguntou:
- Claudinho, você não vai à minha festa?
- Como, se você não me convidou? Respondeu Claudinho, muito triste.

E Pedrinho disse a ele:
- Desculpe Claudinho! Pensei que você não precisasse de convite; afinal, você é meu melhor amigo e, amigo de verdade faz parte da vida da gente! Convite é para os de fora. Amigos de verdade já são o próprio presente!

E Claudinho entendeu o recado.
Já havia sido convidado,
Mesmo sem ter convite.
Pois, a sincera amizade,
Dispensa formalidade.
E, abraçado ao Pedrinho, foi feliz para a festa.
Vera Ribeiro Guedes
Enviado por Vera Ribeiro Guedes em 29/06/2005
Código do texto: T29078

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site www.recantodasletras.com.br/autores/vera). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vera Ribeiro Guedes
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil, 54 anos
131 textos (41765 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:39)
Vera Ribeiro Guedes