Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto




"INOCENTES"


Saudade daqueles prados
daquelas montanhas azuis,
banhávamos sossegados
com os nossos corpos nus.

Éramos todos inocentes
sem malícia e sem maldade,
pois é o que a criança sente
sensação de liberdade.

Não havia um só limite
para as nossas aventuras,
só alegria, nenhum triste
éramos anjos de candura.

Às vezes nos machucávamos
por casual acidente,
no instante lamentávamos
mas curava de repente.

Mentiras... Isso é verdade,
mas era coisa da infância,
ai meu Deus! Quanta saudade!
Desses tempos de criança!




Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 30/11/2006
Código do texto: T305380
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Áudio
INOCENTES - Antonio Hugo
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Antonio Hugo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 59 anos
3870 textos (257153 leituras)
185 áudios (36329 audições)
9 e-livros (7402 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:58)
Antonio Hugo

Site do Escritor