Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

início de Lokui [pokémon]

Nascido em Cinnabar, Lokui foi a maior alegria que seus pais poderiam ter. Para Laura, não faltava mais nada desde a chegada de seu primogênito, esse pensamento pelo menos era tido apenas por ela. Dame tinha em sua mente desejos e sonhos que o pequeno trabalho de cientista não viria dar a ele, pois sabia que com mais alguns anos de pesquisa faria descobertas inimagináveis. Mas sua decepção veio cinco anos após seu filho nascer, descobriu que na ilha em que habitava não havia meios nem recursos para continuar sua descoberta, resolveu então sair em busca destes meios que lhe faltavam.
Lokui ficou sem entender direito por que seu pai o deixara, apenas recorda das suas últimas palavras: “Filho, por favor, faça com que eu me orgulhe de você de onde quer que eu esteja, saiba que te amo muito e por isso quero que você sempre siga seu destino esteja onde estiver, siga seu coração...” e então vira seu pai partir montado em um belo Milotic.
Os anos foram passando e o garoto não recebera notícias de seu pai. Sua mãe sempre contratando detetives, mandando equipes de busca e sempre com negativas a respeito do paradeiro de Dame.
Então ao completar dez anos Lokui recebeu um convite de Blaine para ir até sua mansão. Isto não era novidade, pois desde que seu pai se fora Blaine tinha sido como um avô para Lokui, sempre consolando sua mãe e ajudando os dois, mas o problema era q os aniversários de Lokui eram reservados para ele e sua mãe irem passear em Celadon, fazer compras e jogar no cassino. Neste dia eles não foram.
Chegando à mansão Lokui foi recepcionado pelos antigos amigos de seu pai, parecia que todos eles estavam ali sem razão aparente, então uma voz rouca soou e disse a Lokui para se aproximar. Chegando perto ele fitou os olhos felizes de Blaine e as únicas palavras q se fez ouvir nessa hora foram: “Blaine, alegria, seu pai está vivo”. No começo ele não entendeu direito, mas aí as explicações se fizeram valer em sua mente. Logo após Blaine dizer que havia recebido uma carta, ele estendeu a mão em outra mesa e deu uma carta e uma caixa para Lokui, ambas lacradas, na carta estava escrito:
“Meu querido filho, como você já deve estar crescido, pena que não estou aí para vê-lo e abraçá-lo. Devo lhe dizer que estou bem, aliás, estou ótimo e sim, eu consegui garotão, eu realizei o meu sonho, mas como você deve saber todo sonho tem seu preço e por isso eu não posso mais voltar para junto de você e de sua mãe. Sem mais delongas, quero fazer-lhe fazer um pedido meu filho, está vendo essa caixa que deve estar com você agora? Nela contêm três presentes meus para você, as duas primeiras são duas munhequeiras feitas de um tipo especial de tecido onde você poderá colocar suas insígnias e a segunda e não menos importante é um pokémon, eu sempre disse que ia lhe dar seu primeiro pokémon, então aí está.
Lumina é o nome dela, é uma vulpix muito especial. Então meu filho, meu pedido é que você se torne o melhor treinador pokémon do mundo e venha até mim, mas não se iluda, mesmo quando você achar que é o melhor sempre, sempre existirá alguém melhor do que você.
Então, meu filho, deixo-lhe minhas lembranças e meu sincero desejo de que venhamos a nos encontrar algum dia.”
Infelizmente nem a carta nem a caixa continham remetente, apenas sabia que a assinatura e a grafia eram as mesmas de seu pai por testes feitos. Chegando em casa, ele viu sua mãe chorando, certamente ela também tinha recebido uma carta... Sim tinha, estava em cima da mesa. Ela já tinha consciência do pedido que Dame fez ao seu filho e ela aquiesceu sem discussões. Após aprontar tudo Lokui despediu de sua mãe e foi com Blaine por um navio até Pallet, lá Blaine lhe deu as instruções finais e mandou Lokui ir falar com um velho amigo dele, o professor Carvalho. Lokui entrou no laboratório e lá estavam mais quatro crianças e Ash Ketchum, famoso treinador pokémon. E aí começa nossa aventura. Gotta catch em all.:D
Rhuan Zgoda
Enviado por Rhuan Zgoda em 20/08/2005
Reeditado em 11/10/2005
Código do texto: T44062
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rhuan Zgoda
Curitiba - Paraná - Brasil, 28 anos
20 textos (1629 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 08:40)
Rhuan Zgoda