Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



Daqui desta página, envio-te, Criança, Crianças, todo o meu carinho, toda a minha paciência, todo o meu amor. Para você, dou meu mundo, eis que, sem ti, ele não existiria, sem ti, não haveria porque lutar por uma vida melhor; sem ti, a realidade não seria tão bela. Por ti, nós os adultos trabalhamos e desejamos sempre fazer pelo melhor, no Amor, no Poder e na Sabedoria Divinas.
Para todas vocês, crianças, desejo que cresçam em um lar estável, onde haja sempre muito carinho, muita conversa em casa, com uma boa educação, com um mundo de sonhos e infindas esperanças. Desejo que sejas educada no incentivo para que realizes, no futuro, teus maravilhosos e grandiosos sonhos de hoje.
Daqui desta página, desejo que sejas muitíssimo feliz: hoje, amanhã e sempre. Que tenhas nos teus pais, ou responsáveis, acima de tudo, os teus melhores e pacienciosos amigos, para que, sejas melhor preparada para o futuro.
Finalmente, de mim para ti, daqui, abro meus braços para te abrigar, com todo o meu carinho, com todo o meu amor, em um grande abraço amigo, e, assim desejo ficar sem pressa, eternamente. Quero enviar para ti todos os beijos e afagos da calma e do querer te ver sempre sorrir, pois és, para todos os adultos, o bálsamo divino em nossas vidas; és a renovação do amor, no dia-dia do homem; és a fórmula divina para a ressurreição do amor no adulto, sempre que estás por perto; e, quando à distância, sempre que estás alegremente viva à memória; és a divindade em corpo presente. Sim, és a luz em nossas mentes e em nossos corações; és a obra-prima criada por Deus.
Como já dizia JC:
__Deixai vir a mim as criançinhas.
E assim, como reflexo do passado remoto mais harmonizado, conto para vocês, no soneto abaixo, uma história antiga de paz existente também entre os bichos.


A MOSCA E A ARANHINHA

UMA INGÊNUA E NOVA MOSQUINHA,
BRINCA SOBRE A PAREDE DE UMA SALA,
QUANDO SE ENCONTRA COM UMA ARANHINHA,
EM BONITOS E ALVOS TRAJES DE GALA.

A PEQUENA MOSCA, QUE SÓ TINHA
O ÍNDICE DE ASAS, ATÉ PERDEU A FALA,
QUANDO JULGOU QUE A ARANHA VINHA,
COMO LHE ACONTECE, PARA DEVORÁ-LA.

SUAS PERNINHAS TREMERAM, GELARAM,
QUANDO UNS TENTÁCULOS NELA TOCARAM,
“É AGORA”, PENSOU ELA CONSIGO.

MAS A ARANHINHA, FOI LOGO DIZENDO:
_MAMÃE ESTÁ PASSEANDO...
E DEIXOU EU VIR BRINCAR CONTIGO!..

Aproveito a oportunidade para também homenagear, neste dia 12 de outubro, desde já, minhas "Grandes Crianças" e minhas "Crianças Grandes", Neste Plano, Aqui, Agora, desde sempre, Enquanto na Roda da Vida, e, Além, em Expansão do Todo,na Vontade Maior, eternamente: ANGELITA JAANAZER DE MELLO SIQUEIRA, esposa; KELLY CRISTINE BERTOL BITENCOURT, filha; BRYAN BERTOL BITENCOURT, filho; KATHLEEN BERTOL BITENCOURT, FILHA; VITOR FRANCISCO DE MELLO SIQUEIRA BITENCOURT, filho, e, o caçula, VITOR EMMANUEL DE MELLO SIQUEIRA BITENCOURT.
Acrescento aqui, agora, desde sempre, àquele que, hoje nesta vida, veio como meu prezado irmão de sangue: CARLOS ALBERTO BITENCOURT DA SILVA.

Porto Velho, 05 de outubro de 2005.

Amando a Essência Divina Individualizada Em Você, em Vocês, para Expansão na LUZ,
Aqui, Agora, Desde Sempre, Enquanto na Roda da Vida, e Além, Como Expansão Constante do Todo, na Vontade Maior, Eternamente, En Luz,

Trabalhando Por Rondônia, Pelo Brasil,
Aqui, Agora,

In Sugestão:
E que cada um de nós Seja Capaz de Doar o que não lhe for útil para o irmão próximo, pois isto será uma benção renovadora, em prol de todos os necessitados.
Saibamos que, assim, estaremos semeando no Cosmos, sempre fértil, para o nosso próprio porvindouro, em Abundância Plena, necessitados que somos, não só do Pão Físico, mas do Eterno: justo e perfeito.

Haja LUZ. Haja Ética.

Prof. Vitor Hugo Bitencourt da Silva

Sócio Fundador da Associação Rondoniense de Poesia – ACARP
Sócio efetivo e Comendador da Ordem da Confraria dos Poetas Brasil – OCPOETAS BRASIL
DOUTORANDO
Web Site: http://www.vhbbrasil.recantodasletras.com.br
E-mails: vhbbrasil@vhbbrasil.recantodasletras.com.br


Prof Vitor
Enviado por Prof Vitor em 05/10/2005
Reeditado em 24/01/2006
Código do texto: T56835
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Prof Vitor
Porto Velho - Rondônia - Brasil
142 textos (19421 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:21)