Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O sonho do aviãozinho

Laboratório de criações colectivas literatura infantil-postado no fórum



O sonho do aviãozinho

Era um aviãozinho
Lindo lindo a brilhar
Tinha ele um grande sonho
Queria ás nuvens chegar
Voar mais alto
E com elas ir brincar

O céu estava lindo
De um azul a resplandecer
E as nuvens tão fofinhas
Cor-de-rosa e branquinhas
Já lá estavam a correr
Em filinhas a fugir
E até se ouvia o riso
De tanto tanto brincar
Subiam e desciam
As vezes se escondiam
E trocavam de lugar.

E o aviãozinho a querer
Ir lá acima brincar
Eh! Aviãozinho
Estás para ai a lamentares…
Dizia a passarada
Que tinham a liberdade
Presas nas suas asas
E voavam tão alto
Que às nuvens chegavam.

Mas o triste aviãozinho
Voava muito baixinho
Não as queria distrair
Não subia muito alto
Era um aviãozinho de corda
Daqueles de brincar
 Mas o sonho faz voar
E muito alto chegar

O vento que andava por ali
A soprar ligeirinho
 Era um vento fraquinho
Não dava para assustar
Adivinhou o desejo
Daquele aviãozinho
E então deu um jeitinho

Encheu as bochechas de ar
Quase a rebentar
Soprou com força
Soprou…soprou
E tal foi a força
Que o aviãozinho foi cair
De asinhas ao contrário
No meio das nuvens
Que a brincar
Ficaram para ele a olhar
A dona fofa redonda
A mais velha ainda refilou
Porque assustada ficou.
Mas logo se acalmou


Atrás da surpresa veio o riso.
Mas ajudaram o aviãozinho
A ficar direitinho
Para poder voar
Ali no meio das nuvens
Que o estavam a encantar.
Poder então tornar real
O seu sonho
De às nuvens chegar

E as nuvens buliçosas
Branquinhas e cor-de-rosa
Fofinhas e redondinhas
Com o vento a ajudar
Com o aviãozinho foram brincar
Ao jogo do esconde esconde.

O aviãozinho corria
As nuvenzinhas sorriam
Atrás dele corriam
Trepavam no avião
Mas que grande confusão
E que grande folgaria
Aquele é que foi o dia
De grande contentamento
E com a ajuda do vento
O sonho ficou perfeito.

Ficaram todos amigos
Fartaram-se de brincar
O sol veio avisar
Estava na hora de recolher
O aviãozinho desceu
Mais leve chegou ao chão
Paradinho ficou
O menino que era dono
Nem sequer reparou
No que tinha acontecido
E o vento piscou o olho
Ao aviãozinho agradecido.


De T, ta

Setembro o7

 











Tetita
Enviado por Tetita em 06/09/2007
Reeditado em 30/03/2009
Código do texto: T640690

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tetita
Setúbal - Setúbal - Portugal
1397 textos (80128 leituras)
65 e-livros (5625 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 02:13)
Tetita