Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O SACI BRANQUELO

O SACI BRANQUELO

Era como das outras vezes, um menino muito esperto que vivia na cidade grande. Ele jogava videogame, vivia ligado no mundo através da internet. Conhecia de tudo um pouco, seu imenso e único mundo virtual. Não saia muito de casa, pois andar para ele era meio complicado. Ele tinha uma perna só, ou melhor, uma normal e outra mecânica. Era muito falador e brincalhão. Na escola tinha gente que nem notava que ele era assim. Ele até jogava basquete e futebol...e jogava bem. O que ele mais gostava era andar de bicicleta e empinar pipa. Todo mundo gostava dele. Não tinham pena dele não, ele era um cara legal mesmo. Era bonito, tinha cabelos loiros e olhos azuis.
Um dia ele foi no sitio de um amigo no interior de Minas Gerais, lá não sabiam que ele tinha uma perna só, pois ele usava calça comprida e ninguém percebia. Ele ficou encantado com as árvores, os bichos, os pássaros e as borboletas. Ele olhou as folhas das árvores que se mexiam pra lá e pra cá e pensou:
- O vento no campo é diferente, tem cheiro de mato. O vento da cidade onde eu moro tem cheiro de pum!
Viu um cavalo bonito todo charmoso com uma crina preta e comprida, pensou: Como seria andar a cavalo ? Será que é como andar de bicicleta? Pediu ao seu amigo que o deixasse experimentar o galope do alazão. Foi atendido rapidamente e o ajudaram a subir no cavalo e lá foi ele todo feliz a galopar. Já distante da casa ele pegou uma estrada de terra e derrepente o cavalo se assustou com uma cobra no caminho e saiu em disparada. O menino não sabia direito o que fazer e na velocidade e nos pulos do cavalo ele caiu no chão e sua perna mecânica ficou presa no cavalo que se foi a galopar.
Sem a perna mecânica, sem camisa e com a calça rasgada, ele foi pulando numa perna só, de volta para a casa onde estava.
As pessoas corriam e gritavam:
- Lá vem o saci pererê!
Ao retornar para a casa, todos ficaram surpresos e o ajudaram a recolocar a perna mecânica que encontraram quando o cavalo voltou sozinho. Ele contou tudo que tinha acontecido e dava risadas das pessoas que correram dele chamando-o de saci pererê.
No dia seguinte saiu no jornal da cidade que muitos moradores tinham visto um saci branquelo, aterrorizando os cavalos e as pessoas da região.
Wagner Denys
Enviado por Wagner Denys em 11/09/2007
Reeditado em 17/09/2007
Código do texto: T648393
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wagner Denys
São Paulo - São Paulo - Brasil, 56 anos
45 textos (6484 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 15:06)
Wagner Denys