Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
O NINHO




Nos galhos de uma bela árvore, havia um ninho com cinco passarinhos, quatro deles eram filhotes. A mamãe orgulhosa os cobria de amor e muito carinho.
Todos os dias a mamãe voava para muito longe em busca de comida para eles, chegava cansada, mas alimentava um a um.
Entre os filhotes havia um que se destacava por ser  mais forte e mais esperto, era um passarinho bondoso, sempre ajudava a mamãe a colocar a comidinha no bico dos irmãos.
Mas também entre eles havia um passarinho invejoso que vivia implicando com os irmãozinhos. 

Certa tarde a mamãe passarinho decidiu voar para o outro lado da mata, ia exercitar um pouco as asas. Mas antes de partir falou:

- a mamãe vai demorar um só pouquinho, deixei comida com seu irmãozinho. Na hora certa ele alimentará vocês. Sejam bonzinhos uns com os outros, voltarei antes do anoitecer.

A mamãe passarinho olhou para o ninho, viu que os bichinhos estavam dormindo e partiu. Porém o passarinho invejoso fingiu que estava dormindo, e  enquanto os irmãozinhos dormiam comeu toda a comida para por a culpa no irmão que ajudava a mãe a alimentar os irmãzinhos.
Quando os passarinhos acordaram famintos e viram que não tinha comida, foi um reboliço tão grande dentro do ninho que a mãe ouviu do outro lado da mata,  e veio às pressas pensando que eles estavam sendo atacados.

- mas que bagunça é esta aqui dentro!

- mamãe, mamãe,  o nosso irmão comeu a nossa comida, e nos deixou morrendo de fome, ele é um passarinho muito malvado!  eles apontavam para o irmão que sempre os alimentou.

- é verdade?

- não, mãezinha

- é verdade mamãe, ele comeu tudo. Apontou o passarinho invejoso.

- então vai ficar de castigo, será o ultimo a se alimentar.

E assim foi feito, o pobre passarinho comia o resto da comida, e era rejeitado pelos outro. No princípio ele ficou triste, mas como ele sabia da verdade, não se entregou a tristeza. Olhava para  as núvens. Sabia que um dia ia conhecer o mundo, e ia  voar tão alto que tocaria o céu. Por isso, durante á noite quando todos dormiam, ele bicava o ninho, e se alimentava com pedacinhos de gravetos para não ficar fraco. 

O passarinho invejoso ajudava à mãe a por comida no bico dos irmãos, não por amor, mas para que sobrasse mais comida para ele.

Chegou o dia mais importante da vida deles: era o dia de voar; não mais teriam a proteção da mamãe, cada um iria seguir o seu caminho, eles agora teriam que ir em busca do próprio alimento. 

- adeus meus filhinhos, a mamãe nunca vai esquecer de vocês.
Beijou um a um e partiu.
Todos conseguiram voar, menos o passarinho invejoso, está gordo demais, não podia com o peso do próprio corpo.

E agora? sem comida, sozinho, estava muito triste e chorava muito lamentando o mal que fizera ao irmão. Porém ele não percebia  que tinha alguém velando por ele na outra galha da árvore. Era o passarinho bondoso.

- Não fique triste meu irmão, vou ficar aqui até você puder voar.

- Porque você está sendo tão bonzinho comigo, se eu só  lhe  fiz maldade?

- você não sabia o que estava fazendo, era só um filhotinho faminto.

- Me perdoa?

- claro! você é meu irmãozinho.

Dias depois...

- venha não tenha medo, estou aqui para te segurar.
O ex-passarinho invejoso confiou no irmão, bateu as asinhas e voou.

E os dois passarinhos voaram felizes. toda a mata ouviu o cantar de felicidade dos dois irmãozinhos. Eles perderam-se na imensidão azul  e  foram abraçados pelo céu.
jambo
Enviado por jambo em 27/11/2007
Reeditado em 27/11/2007
Código do texto: T754267
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
jambo
Campina Grande - Paraíba - Brasil
314 textos (70522 leituras)
9 áudios (1545 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 08:18)
jambo