Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tristeza

Acho injustiça
reclamar de minha vida.
Não reclamo
apenas digo
ninguém me compreende
nem minha mãe, nem meu pai
nem ninguém.
sou poetisa (é o que dizem)
sou normal
amo, sofro, sinto saudades...
choro ás vezes (melancolia de gente nova)
mas sou diferente
meu estado de alma...
sinceramente,
nem eu me entendo.
Às vezes me dá na alma
uma vontade explodir
talvez seja influência da época...
mas, não sei...
é uma tristeza
tão grande
tão profunda
tão extensa
que penso qude não aguentarei.
E aí, escrevo
desabafo coisas que eu não decifro
quanto mais os outros...
sofro sózinha
não preciso de ninguém
tenho um papael
uma máquina
inspiração...
e a tristeza passa
passa...passa
puxa até que enfim...
passou.
Teca Bandeira
Enviado por Teca Bandeira em 02/08/2006
Código do texto: T207739
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Teca Bandeira
Armação de Búzios - Rio de Janeiro - Brasil, 68 anos
25 textos (1044 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:39)
Teca Bandeira