Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


SUPER TIÇÃO
 
O super herói saiu na avenida com sua capa e carapaça,
Seus super poderes.
Pensaram fosse louco, não era carnaval.
Mascarado o corpo todo. - Pele.
O povo clamava justiça.
Ele, ora voando, ora invisível, lançava seus golpes:
- Rasteira, aú, armada...

Uma figa no peito, o berimbau servia de arco:
Uma seta contra toda pecha.
 
Depois foi às revistas de quadros
Não sem antes combater o oculto inimigo,
Covarde radioativo absurdo chamado racismo.
 
- Não fosse seu olhar! que pulverizava os deles adeptos!
 
Fora incluído na teogonia africana entre os orixás e os homens.
Seu fiel conde, o saci.
Entre uma cena e outra, no intervalo das quadrículas,
Comiam um superacarajé num quilombo secreto
No Alto do Abaeté.
Bem mais tarde, na Senzala da Justiça fazia o seu plantão.
Todo grito, surdo ou não, era tambor sob seu penhor.
 
Terror dos piratas da cultura, dos fantasmas de marinheiros
Dos navios negreiros, de feitores...
Desarmava a todos, o capoeira.
 
Um super também ama:
Apaixonado pela Negra Maravilha
Para quem fazia poemas...
 
Seu ponto fraco?
Tirava-lhe as forças ver uma criança chorando.
Entre o bem o mal
Isto o hipnotizava.
Tocava seu berimbau para alegrá-la
E poder seguir no seu combate.
 
 - Sinto o cheiro do superdendê!
- O Super Tição pode estar por perto!
Contra todo tipo de opressão
Rodopia o Super Tição!

 
 


Escritor da Série Cadernos Negros
Luís Carlos Oliveira Aseokaynha
Enviado por Luís Carlos Oliveira Aseokaynha em 12/10/2007
Reeditado em 22/01/2013
Código do texto: T691240
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luís Carlos Oliveira Aseokaynha
Salvador - Bahia - Brasil, 52 anos
731 textos (12668 leituras)
5 áudios (446 audições)
1 e-livros (92 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 18:55)
Luís Carlos Oliveira Aseokaynha

Site do Escritor