Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando não há poesia

QUANDO NÃO HÁ POESIA
Faz bem alexandrar um pouco
Marília L. Paixão

Anda Alexandra
Que uma verdadeira andra não anda aterrada
A terra  também anda alexandra
Nunca alheia
Alex sem areia
Ainda assim
Não ganha picada de abelha
Trate de escrever páginas inteiras

Lessandra a abelha assassina
Quando quis te picar, morreu
Alexadra no fio
 E por isso procuram andra até hoje
Caçando a cassandra
Caçada dia e noite
Com banner e tudo
Alexandra em seu mundo
Precisa de um romance
Precisa cosmopolitar estrelas
Ninguém pode alcançar a mulher que matou a abelha
Que ela é heroína de alguma história
Quisera fosse da minha.

Enquanto não
  Vivo de me encantar com toda inteligência alexandrina
Sem medo de cair alexadra de medo
Caso uma abelha apareça e me quebre o espelho
E a moça procurada
Ainda não encontrada
Não esteja por perto
Para me salvar da salpicada vida
Quando não há poesia.
Marília L Paixão
Enviado por Marília L Paixão em 27/11/2007
Reeditado em 28/11/2007
Código do texto: T755184

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marília L Paixão
Pouso Alegre - Minas Gerais - Brasil
1072 textos (136820 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 20:40)
Marília L Paixão