Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fora de Alcance

Quase nunca a gente faz aquilo que quer.
Quase sempre fica só no querer.
E nem sempre querer é poder.
Será que é tudo tão errado:
Meu futuro, seu passado?
Será que é tudo tão incerto?
Será errado ter alguém por perto?
Será que é certo ser culpado
por ter errado querendo o certo?

Talvez, no futuro, eu esteja ao seu lado.
Talvez nós dois, lado a lado.
Talvez separados.

Será que é tudo normal?
Realidade distorcida.
Páginas rasgadas.
Comida enlatada.
Copos de bebida.
Silêncio na torcida.
Será que tudo isso não nos traz nenhum mal?

Quase nunca a gente faz aquilo que quer.
Nem sempre querer é poder.
Se o que eu quero está tão distante,
tão fora do meu alcance,
se o meu desejo não é permitido
não é assim que eu me darei por vencido.

Talvez um dia eu esteja ao seu lado.
Talvez nós dois, lado a lado,
fazendo frente aos sepulcros caiados.

Será que é tudo normal?
Realidade distorcida.
Páginas rasgadas.
Comida enlatada.
Copos de bebida.
Silêncio na torcida.
Será que tudo isso não nos traz nenhum mal?

Será que tudo é tão normal?
Será que tudo é real?
Vaidade exagerada.
Abrir velhas feridas.
Vidas apagadas.
Consciências corrompidas.

Esse silêncio na torcida pode ser o sinal
de que alguma coisa nesse jogo anda mal.
Fábio Selva Stelzer
Enviado por Fábio Selva Stelzer em 02/04/2006
Reeditado em 07/08/2007
Código do texto: T132392

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar o nome do autor .). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fábio Selva Stelzer
Vitória - Espírito Santo - Brasil, 37 anos
28 textos (3455 leituras)
3 áudios (385 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:06)
Fábio Selva Stelzer