Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mutante

Defenestrado do segundo andar
Com movimentos calculados por computador.
Na trajetória ha somente imagens
Vagas miragens em um décimo de segundo.
No chão antes a ordem, agora o caos.

Hei você rapaz
Será que não foi capaz, de resistir
E voltar atrás antes de partir.
Se morre descansa mas não se apaga da lembrança
O que existiu de bom, quando criança.
E foi neste instante,
que surgiu um novo mutante
e traduziu para o seu seu semelhante
o que lá se ouviu.
Sentimos sua falta, por que você não volta
Para animar esta patota e o rock´n roll.
Disco voador, é um espaço para sua dor
E uma sina de um amor sem fronteiras.


(letra em homenagem a Arnaldo Batista)
Edson Zotto
Enviado por Edson Zotto em 05/04/2006
Reeditado em 05/04/2006
Código do texto: T134074
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edson Zotto
Curitiba - Paraná - Brasil, 48 anos
101 textos (4493 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:57)
Edson Zotto