Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

História

Senhores da maldade
Machucam a tua face
com épocas e histórias de educação
barata ideologia da mensagem que um dia veio a nós.

Todos se curvem à burguesia e pisem nos servos.
Não pode passar disso
Tudo na vida é um risco
Começamos juntos, mas um muro foi formado
Separando a fortaleza dos barracos,
assustando a alegria de crentes e descrentes da ilusão:
de ver por cima e chegar a tocar a seda,
ter comida na mesa e se sentir na fortaleza.

Um martírio que persegue
cheio de obrigações
colocadas para ti,
postas e opostas a ti.
Vi o sangue escorrer,
mas ainda não tive a chance de morrer
vivo no meu mundo, nunca quero chegar a sofrer,
ao teu escravo barato fácil de comandar.

O condenado vai passar
Olha o outro vai matar,
Vai sofrer e vai morrer
Sente-se o senhor, pois feliz olha o alvor.

Estou aqui
Mas quero lá, mato aqui e mato lá
Não confio nem aqui,
nem lá
Na fortaleza não posso chegar
no senhor não posso tocar
nem acreditar.

Minha vida maravilha dá pra levar
to feliz, então vou trabalhar
me despeço do barraco para depois voltar.
Roberto Maty
Enviado por Roberto Maty em 25/04/2006
Reeditado em 08/08/2014
Código do texto: T145099
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Roberto Maty) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Roberto Maty
São Paulo - São Paulo - Brasil, 30 anos
99 textos (3796 leituras)
1 e-livros (61 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:45)
Roberto Maty