Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Clarice

Percebo que o orgasmo que sinto
Quando chega o meu ônibus
E maior do que tudo quando minto pra você
Acaba acabando com o meu ânimo
E com o que os amantes chamam de coração
Seu amor, minha condição
Seu amor, minha condução de sobriedade
Só com tua embriaguez consigo viver na cidade
Minha cidade, tua cidade
Eu caminho, caminho,
Eu acho que peguei o ônibus certo
E você quis parar no ponto errado
Agora estão sozinho, e preciso ser drenado
E o meu vício é um carinho teu
Meu amor
Meu amor em todas as latas de lixo
Janelas de Igreja e vitrais
Meu amor mais divino, meus desejos mais infernais
Acredite sempre, acredite sempre que nos despimos
Acredite sempre em nós dois,
Quando brincamos a noite inteira e depois, nos despedímos....
Andrié Silva
Enviado por Andrié Silva em 24/05/2006
Código do texto: T162244

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Andrié Keller ( baadermeinhofblues@hotmail.com ) Brasil - http://www.recantodasletras.com.br/autores/andrie). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Andrié Silva
Salvador - Bahia - Brasil, 27 anos
912 textos (98433 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:46)
Andrié Silva