Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Até que o sol se vá (Lynx)

De nada adiantou
pedir para que não ficasse assim,
você não quis lutar

Sentado no seu quarto
você vê a vida passar tão rápido,
diante do seu olhar

Quando você está perdido,
as palavras não fazem sentido
E tudo se volta contra você

E ainda quer acreditar
que saberá quando parar,
e você a domina, até ela dominar você

Vamos lá,
todos estão te esperando
até que o Sol se vá

Vem sair,
a tempos não lhe vejo sorrir
a tempos não vejo o seu olhar

Quando você está perdido,
as palavras não fazem sentido
E tudo se volta contra você

E ainda quer acreditar
que saberá quando parar,
e você a domina, até ela dominar você

Vamos lá,
o dia está tão bonito
pra se brincar!

(parceria com Cláudio Miranda)
Augusto Sapienza
Enviado por Augusto Sapienza em 28/05/2006
Reeditado em 29/05/2006
Código do texto: T164418

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Augusto Sapienza
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 33 anos
52 textos (2158 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 06:02)