Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NOS TEMPOS DE GUEVARA

Apeio do meu cavalo em frente à velha porteira,
Lembro meu pai me dizendo..." Menino, do mundo
essa porta é a primeira..."
Lembro mamãe me dizendo..." Essa porta aberta
Estará a vida inteira..."

Meus olhos como dois rios navegam minhas lembranças,
Mergulho meu rosto envelhecido no tempo em que era criança,
Descanso a saudade ao pés do ipê-roxo e lanço meu coração
até onde a vista alcança...

Eu já não sou a gentil primavera,
O mundo me deu uma jaula, uma fera,
Um cofre de banco, um mapa em branco
Pra desenhar meu destino chão...

Riscos, traços, tramas, trilhas, sonhos em pedaços
Como nuvens sobre a América do Sul...
Rios, cordilheiras, avenidas, motocicletas,
Loucas feridas dentro dos olhos
Do menino sonhador...

De tempos em tempos suspiros no vento
tremulam a linha do Equador...
Estranha vontade de acordar a saudade
De um grande amor...

Pablitos, Teresas, Carlitos conversam
na sala e um homem no corredor
Já sabe o que tem do outro lado,
Conhece o bailado, o vinho da dor.

Um broche engastado no peito,
De amores perfeitos um coração
Cantando às ilhas perdidas
Palavras que brilham na escuridão...

Manhãs acordando seus filhos
Calados, sentidos, espelhos sem cor,
Se lembrem que os pés que caminham
Atravessam a linha do torpor.

Tempos de Guevara, tempos de anunciação,
O homem que chega à praia desembarca
Seus sonhos no chão...

Tempos de Guevara, tempos de ajuntação,
as ilhas perdidas esperam
A força do seu coração.


Preto Moreno
Lançada no meu CD. "COM O COMBUSTÍVEL QUE RESTA" - 2005











































Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 29/05/2006
Reeditado em 29/05/2006
Código do texto: T165250

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
6768 textos (102472 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:49)