Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Visão

Há mil maneiras de ver...
aquilo que estão nos escondendo...
Sim,
Nos escondem,
todo o tempo...

Você não vê?
Você não vê?

Está tão claro as vezes!
É espantoso como tantos estão sorrindo agora.
Você não vê?
Você não vê?
Estamos agora tão largados,
tão sozinhos...
Tão desamparados,
tão feitos de bobos.

Você não vê?
Você não vê?

Somos tapete, pisado, sujo...
Violentados fomos em nosso mais profundo.
Dá medo pensar...
lembrar.
Você não vê?
Você não sente?
você não vê?

você não vê,
percebe-se por este sorriso estampado em seu rosto!
Você acha engraçado,
você ri...
Mas não vê!!!

Você não vê!
Deixou que tomassem tudo de ti,
e agora sobrou nada,
está apenas aí,
pra fazer número!
Você não vê?
Não vê?
Como assim você não vê?

Algum dia sonharam,
que tu serias...
Serias aquela pessoa cheia de vida!
Que teria vontade
de procurar pelos bons momentos!

Sonharam, mas apenas isso!!!
Só sonharam,
nada fizeram pra mudar!
E nem te ensinaram o caminho,
Não é mesmo??
Você não vê?
Não vê?

Você não vê!
Você não vê!

Te secaram,
sugaram de ti
o que tu tinhas de mais belo!
A tua capacidade de sonhar,
E você não vê!
Taparam seus olhos,
e você não vê!

Te disseram o que fazer,
e o que pensar!!!!

Você não vê,
não é mesmo?
Pode ver isso agora?
Pode ver o que fizeram de teu chão?

Então não há mais jeito pra ti?
Você não vê?
Você não vê?
Você não vê!!!!
Venha, enxergue...
Mesmo que através de meus olhos!!!!
Te empresto eles...

Se você não vê...
Já até sei,
Você não sentirá jamais como eu!
Luandra Russo
Enviado por Luandra Russo em 08/07/2006
Código do texto: T190062
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luandra Russo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 33 anos
110 textos (8584 leituras)
1 e-livros (33 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:30)
Luandra Russo