Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Da janela de meu quarto

E de novo atravesso essa rua
Onde a cor das faixas é branca
E é noite no céu eu vejo a lua
Mas nenhuma luz ilumina a nossa sombra
Estou à margem da sociedade
Numa estrada que sigo sozinho
Alguns rostos se perdem com a realidade
E confundem a direção do caminho...

Mas da janela de meu quarto eu era apenas um outro alguém
E ninguém havia me visto dizer "tudo bem"
Da janela de meu quarto eu era um outro alguém
Sem ninguém para dizer para me “tudo bem”

A solidão é tão estranha quando nos esbarramos por aí...
Como a pequena lembrança do retrato que um dia nos fez rir...
É...tudo é apenas uma lembrança na estrada que devemos seguir...
E o brilho não apaga a sombra dos espelhos que temos que refletir...

E de novo atravesso essa rua
Onde a cor das faixas é branca
E é noite no céu eu vejo a lua
Mas nenhuma luz ilumina a nossa sombra
Estou à margem da sociedade
Numa estrada que sigo sozinho
Alguns rostos se perdem com a realidade
E confundem a direção do caminho...

Mas da janela de meu quarto eu era apenas um outro alguém
E ninguém havia me visto dizer "tudo bem"
Da janela de meu quarto eu era um outro alguém
Sem ninguém para dizer para me “tudo bem”
Maycon Batestin
Enviado por Maycon Batestin em 11/08/2006
Reeditado em 11/08/2006
Código do texto: T214383
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Maycon Batestin
São Paulo - São Paulo - Brasil, 32 anos
2634 textos (106063 leituras)
3 e-livros (207 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:28)
Maycon Batestin