Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMOR AO NORDESTE.

Manoel Lúcio de Medeiros.

No meu Nordeste, quando chove é uma beleza,
A natureza veste toda criação,
O mandacaru, quando flora aqui na terra,
É sinal que se espera boa chuva no Sertão.

No meu nordeste, tem o rio São Francisco,
Que nunca correu o risco, de um dia aqui secar!
No meu nordeste, tem vegetação tão rica,
Babaçu e oiticica, carnaúba e algodão! Milho e feijão!


No meu Nordeste, tem tanta praia bonita,
Cumbuco e Morro Branco, Beberibe no Sertão!
O meu Nordeste, paixão de tanto turista,
Amor que nasce na vista, e fica no coração!

Eu amo ao meu Nordeste, sou cearense,
E sou cabra da peste!
Tenho no peito um amor pelo meu chão,
Quando a saudade bate, eu volto pro sertão!

Eu volto pro sertão, eu volto pro sertão!
Quando a saudade arrocha, eu volto pro sertão!


Direitos autorais reservados.
Malume
Enviado por Malume em 16/10/2006
Código do texto: T265676
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Malume
Fortaleza - Ceará - Brasil
452 textos (16877 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:39)
Malume