Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CHUVA NO NORDESTE.

Manoel Lúcio de Medeiros.


No meu Nordeste, quando chove,
Tudo fica tão bonito
Que na gente da vontade de chorar!

A terra é boa e dá de tudo que se planta,
Cabra macho não se cansa
De a enxada arrastar!

No horizonte, quando o trovão estronda,
A nuvem que no céu ronda
Já começa a desaguar!

E a babugem cresce logo aqui na terra,
O verde cobre a serra
E o gado vai pastar!

Coro

Chegou, chegou, a chuva no meu sertão!
Eu vou encher, o meu silo com feijão!

Eu vou colher, melancia e melão!
Eu vou comer, guiné, piquí com baião!



Direitos autorais reservados.



Malume
Enviado por Malume em 16/10/2006
Código do texto: T265681
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Malume
Fortaleza - Ceará - Brasil
452 textos (16877 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:25)
Malume