Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CORAÇÃO DE MANTEIGA

Esse meu coração mole, mole-
coração de manteiga-
se derrete, fica mole, mole, mole,
quando vejo aquela nega.

Mas o coração da nega
é duro igual granito,
passa e não me olha,
nem ouve meu rito,
se afasta naquele seu bole, bole,
que me deixa tão aflito.

refrão (1º parágrafo)

Ainda prendo essa nega
no meu barracão,
fecho portas e janelas,
tranco o portão,
mas deixo uma porta aberta,
a do meu coração.

refrão

carlinhosaffonso@hotmail.com
CARLOS AFFONSO
Enviado por CARLOS AFFONSO em 10/11/2006
Reeditado em 19/05/2009
Código do texto: T287249
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CARLOS AFFONSO
São Paulo - São Paulo - Brasil
62 textos (6759 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:20)
CARLOS AFFONSO