Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mudo o que quiser!

Não me canso...
De lutar!
Os meus ossos...
São minhas armas!
Minha mente...
É meu lugar!
Sou eu quem...
Vou me mudar!

Batalhas travadas contra meu ego;
Corjas de idéias, as quais não me entrego;
Ruas, gavetas, neurônios: são restos...
De uma arena invisível pingada em protesto!

Jogo fora...
Meus dilemas!
Esquivo hábil...
De golpes certos!
Acerto golpes...
No ego aberto!
Trago recursos...
Simples e diretos!

Pestes não existem onde a força vigora,
pois quem sabe é quem busca a toda hora.

Se a massa cefálica não fosse a fonte,
pinguém morreria ao ver o horizonte.

Trazer os versos incompletos da saga esquecida
pão é mais que seu dever, nessa sua pobre vida.

Evoluir é a razão na qual se continua de pé...
Levante seu braço e grite “eu mudo o que quiser!”.

Mudo o que quiser!
Eu quero...
Mudo o que quiser!
Eu quero...

Mudo o que quiser!
Eu quero...
Mudo o que quiser!
Eu quero...
Rafael S Valle
Enviado por Rafael S Valle em 13/11/2006
Código do texto: T290302
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rafael S Valle
Angra dos Reis - Rio de Janeiro - Brasil
176 textos (5034 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:15)
Rafael S Valle