Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rugas

Ainda é cedo, amor
Nada do que fizemos talvez adiante
A distância deve ser empecilho o bastante
Para dar um fim no nosso caso
Não terminarei como nas estórias românticas
Sendo feliz por qualquer acaso
Mas, terei o final que merecer
Talvez sem o teu amor
Ou talvez até sem você

Demos um tempo nos nossos corações
Coisa de poucos segundos
Um silêncio pequeno
Mas, o sofrimento maior do mundo
Me deixa ser louco como sou
E sonhar que um dia talvez
Aconteça o que ninguém profetizou
Que seríamos felizes
E em nossos braços, além dos filhos
Se acomodaria o amor

Ainda é cedo pra qualquer coisa
Mas o tempo vai passar rápido
E quando cruzarmos nossos olhos
Talvez não tenhamos tanta paixão
Pois nosso peito talvez não seja mais
Tão jovem, Coração
E nada mais se contará
E eu vou ter que te reconquistar
Dos braços de quem já te tem
Disputo contra o tempo
E logo contra alguém

E nem lembramos bem
Do primeiro dia que nos encontramos
Sei que você estava linda também
Como sempre está
Não tirei fotografia
Mas, tua grande simpatia
Sempre mais bonita te deixará

E se eu morrer
E se eu não cumprir minhas promessas
A culpa será mesmo minha
Não tenha pena de mim
Se fores flor
Sou apenas que rega teu jardim,
Meu amor.
Andrié Silva
Enviado por Andrié Silva em 24/11/2006
Código do texto: T299865

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Andrié Keller ( baadermeinhofblues@hotmail.com ) Brasil - http://www.recantodasletras.com.br/autores/andrie). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Andrié Silva
Salvador - Bahia - Brasil, 27 anos
912 textos (98445 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:36)
Andrié Silva