Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Brinde

Este olho que me vê
Fingir
Que não me sabe
É que nem
Abrir janela
E dar de cara
Com (a)grade

Esta boca
Quem te beija?
Ou seja
Nada sabe
É que nem
Chama na taça
Aquecendo
O meu conhaque

Se é folha
Pra quê fruta
A natureza é justa
Nasce, cresce, vive e morre
Se repete e se ajusta

O amor
Quando acontece
Sim
É força bruta
Dilacera
Acaricia
Multiplica
E nos assusta
Tatiana Cobbett
Enviado por Tatiana Cobbett em 05/08/2005
Reeditado em 23/08/2005
Código do texto: T40508
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tatiana Cobbett
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 56 anos
586 textos (22009 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:19)
Tatiana Cobbett