Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Virús Sem Cura

eu vou cantar o mais alto q eu puder
eu vou cantar o mais alto q eu puder
eu vou cantar o mais alto q eu puder
eu vou cantar o mais alto q eu puder

nao me importa se raios cairem em nossas cabeças
o que tenho pra dizer nem sempre é o que digo
talvez a solução seje implantar um novo sistema
que não tire dos pobres para dar aos ricos

eu vou cantar o mais alto q eu puder
eu vou cantar o mais alto q eu puder
eu vou cantar o mais alto q eu puder
eu vou cantar o mais alto q eu puder

pra dizer que o mundo esta vivendo sem sentido
pra dizer que a paz é a irma do inimigo
pra dizer que a civilização ja era
nós somos os virus sem cura

eu vou cantar o mais alto q eu puder
eu vou cantar o mais alto q eu puder
eu vou cantar o mais alto q eu puder
eu vou cantar o mais alto q eu puder

quando a gente acha q a paz esta perto
ela some repentinamente
e o rastro q ela deixa é de sangue, de dor
e corpos caidos pelo chão
por mais q eu acredite na paz e em um mundo melhor
eles nunca existirao
pois enquanto houver paz existira guerra
enquanto houver armas existira assassinos
enquanto houver politicos corruptos
existiram pessoas nas ruas passando fome
enquanto nao houver cura o virus se espalhará

eu vou cantar o mais alto q eu puder
eu vou cantar o mais alto q eu puder
eu nao me importo de sair do tom por um bom motivo
e é por isso q eu vou cantar o mais alto q eu puder
Drigo
Enviado por Drigo em 23/08/2007
Código do texto: T620502

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (drigo dias). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Áudio
Virús Sem Cura - Drigo
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Drigo
Campos dos Goytacazes - Rio de Janeiro - Brasil, 28 anos
47 textos (6931 leituras)
49 áudios (5074 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 03:47)
Drigo