Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Manicômio

Eu me preocupo
com o fato de
que não tenho com que me preocupar.

O sol está lá fora.
Eu vivo num manicômio.
Não há nada lá fora.
Eu vivo num manicomio.
O sol está lá fora
Eu vivo num manicômio.
Minha alma está lá fora
Eu vivo num manicômio.

Tenho sentido medo de nada.
Sinto falta do meu pai e da minha mãe.
Sinto Falta da minha velha casa.
Onde aprendi a ser um pouco solitário

O sol está lá fora.
Eu vivo num manicômio.
Não há nada lá fora.
Eu vivo num manicomio.
O sol está lá fora
Eu vivo num manicômio.
Minha alma está lá fora
Eu vivo num manicômio.

E isto não combina comigo
Não tenho liberdade em minha própria mente.
Aquelas palavras continuam me machucando.
A morte não me assusta, apenas meu remédio

O sol está lá fora.
Eu vivo num manicômio.
Não há nada lá fora.
Eu vivo num manicomio.
O sol está lá fora
Eu vivo num manicômio.
Minha alma está lá fora
Eu vivo num manicômio.

Eu me sinto melhor à noite,
Quando apagam todas as luzes
Tenho medo de olhar nos seus olhos
Por que eles brilham mais que os meus?

O sol está lá fora.
Eu vivo num manicômio.
Não há nada lá fora.
Eu vivo num manicomio.
O sol está lá fora
Eu vivo num manicômio.
Minha alma está lá fora
Eu vivo num manicômio.

Obs: Versão Original em inglês.
Elton Veloso da Silva
Enviado por Elton Veloso da Silva em 24/08/2007
Reeditado em 21/12/2007
Código do texto: T622321
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Elton Veloso da Silva
Pedreira - São Paulo - Brasil, 30 anos
110 textos (7075 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 00:20)
Elton Veloso da Silva