Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Martelo e a Construção


Eu agora sei o porquê do martelo em minha mão
E das tábuas em seu coração
Tenho que concertar
E reconstruir
Aquilo que um dia serviu pra segurar
O que não podia deixar sair
 
Eu agora sei como usar o martelo
E como concertar a parede dentro de você
A força de um concreto
Sustentará aquilo que não podemos prender

E para cada fim
Acharemos um novo começo
Construindo assim
Um edifício em nosso peito
Para morarmos no coração
Para sermos apenas
Uma construção

Eu agora sei o porquê do martelo em minha mão
E das tábuas em seu coração
Sei o que construir
E como será nossa casa
Aquilo que um dia serviu para destruir
Será a porta de entrada

Eu agora sei como usar o martelo
E como operar as plantas do nosso peito
Começa com apenas um prego
E vai além de qualquer desejo
 
E para cada fim
Acharemos um novo começo
Construindo assim
Um edifício em nosso peito
Para morarmos no coração
Para sermos apenas
Uma construção

E solidificados seremos
Pelo martelo em minha mão
Construiremos o tempo
De nosso próprio coração

E para cada fim
Acharemos um novo começo
Construindo assim
Um edifício em nosso peito
Para morarmos no coração
Para sermos apenas
Uma construção


Maycon Batestin
Enviado por Maycon Batestin em 26/08/2007
Código do texto: T624468
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Maycon Batestin
São Paulo - São Paulo - Brasil, 32 anos
2642 textos (107673 leituras)
3 e-livros (207 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 02:05)
Maycon Batestin