Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Tal da Mulher

Meu amigo, tu me diz o que é
Essa tal da mulher...
Onde se esconde os poderes
Persuasivos por trás de cada sorriso?
Diz que samba ali na avenida
Pelo samba da vida
E é assim que nos domina
É assim que a banda perder harmonia

Diz se é no olhar, no jeito ou na cintura
Que essa criatura
Com o dom da gostosura
Se esbelta nos espelhos da luxúria?

Meu amigo, eu posso cometer pecados
Nesse jardim de Eva
Mas, me diz o que eu fiz de errado
Para ser dela?
É a tal da mulher, meu amigo, que complica!
Com qual palavra será que ela nos domina?


Diz se é no olhar, no sorriso ou na simpatia
Que essa maldita
Com o dom da vida
Nos esbelta com a mais simples melodia?

É a tal da mulher
E sua estratégica educação inocente
Que se faz de perdida nessa fé
Que perde a nossa mente

E é assim, amigo que eu perco a cabeça
E ela ainda nos quer a alma
É a droga de ser insatisfeita
Que nos faz perder a calma

E porque ainda se julgam inferiores
Buscando igualdade?
Meu amigo de todas as dores
É aqui que está a tal da piedade

E tenha piedade, maldita mulher!
Não sou um império para ser destruído
Já não tenho mais aquela fé
Para me lançar de novo em seu caminho
Sou outro poeta qualquer
Que tenta a sorte de viver sozinho
Porque pra ti, pobre mulher
Ser vitima é capricho do seu destino!

Mas ainda me diz
Como viver sem ela?
Porque ainda que esteja feliz
O pensamento é só nela
Maycon Batestin
Enviado por Maycon Batestin em 28/08/2007
Código do texto: T627683
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Maycon Batestin
São Paulo - São Paulo - Brasil, 32 anos
2642 textos (107659 leituras)
3 e-livros (207 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 06:09)
Maycon Batestin