Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Coitadinho do pobre

O pobre trabalha suando a camisa
Até quase morrer
E quando se aposenta
Sobrevive de bico
Pra ele poder comer

O pobre mora em barraco
em terra invadida
Ou pagando aluguel
Pra viver desviando
De bala perdida
Ele tinha que ganhar troféu

Coitado do pobre
Coitadinho do pobre
Pra ganhar um dinheiro
Ele se vira do avesso
Se vira como pode
          (refrão)

Quando o pobre se adoenta
Mil barreiras enfrentam
Pra poder se tratar
E o remédio ta caro
Mais barato é a morte
Melhor se enterrar

Se pobre consegue
Se formar em doutor
Não arruma emprego
O mercado é difícil
Vira então camelô

Pro pobre ter a chance de ter
Um lugarzinho ao sol
Tem que ser excepcional pagodeiro
Ou jogador de futebol

Pra ver pobre na boa
Rindo a toa
Só se a sorte pintar
é uma chance em cem mil
Pra sorte na vida do pobre chegar

Cássia Dias
Enviado por Cássia Dias em 11/09/2007
Reeditado em 17/02/2010
Código do texto: T647979
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cássia Dias
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 52 anos
418 textos (48131 leituras)
71 áudios (16748 audições)
9 e-livros (592 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 17:19)
Cássia Dias