Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VAGABUNDAGEM

Sigo as latas e os tocos de cigarro
a calça rasgada denuncia o esqueleto
gato de rua conheço a escalada e o tombo

se vier no passo errado vou na boa
como bombons recheados de sangue
e ensino o malandro a cobrir o rosto
de cão, chegada a manhã

Não me aconchego por amor nem por dinheiro
bagagem nas costas amigo da ladeira
quero a estrada incerta
livre de patrão e casamento

viciado na vagabundagem
vocifero gemuras, a mulher chama
como o navio que zarpa

abaixo o que é moral, o tempo
é o senhor das conveniências
mas apenas o místico enxerga
na cicatriz o mapa

Da minha parte, os passos
gravados na solidão das ruas
dissolvo no esquecimento,
todo caminho é de adeus
- deixarei como herança
cartas mal-escritas
e as sandálias do desleixo,
e a saudade do nunca
ter sabido de você
Eriko y Alvym
Enviado por Eriko y Alvym em 03/10/2007
Reeditado em 29/04/2013
Código do texto: T678742
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (ERIKO ALVYM e www.erikoalvym.zip.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eriko y Alvym
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1307 textos (32711 leituras)
8 áudios (1074 audições)
2 e-livros (177 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 11:24)
Eriko y Alvym