Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Depois da tempestade



O menor dos males
É maior que nenhum
É pior que o tédio
É preferir azia ao jejum

A menor das dores
É como os amores complacentes
Que machuca a gente carente
Ou mesmo indigente

Momentos do amor próprio
Raspar o tacho da força interior
Tormentos passam ao largo
O tempo é senhor

A luz de um novo dia
Pode trazer vida à vida que se esqueceu
A paz do dia a dia
Traz da rebeldia ao apogeu

Tristeza sempre passa
Com o vagar inexorável
Das coisas que precisam reflexão

Nem notamos o reerguer
Que se operará de dentro pra fora
De qualquer ex-machucado coração
Edbar
Enviado por Edbar em 04/10/2007
Código do texto: T681038
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edbar www.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edbar
Recife - Pernambuco - Brasil, 66 anos
2917 textos (84569 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 18:58)
Edbar