Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Guerra

A magia está no ar
Vidas chegarão e outras irão
Pega suas crianças
Ela chegará a qualquer hora
Em qualquer lugar
O destino pode nos propor
Nosso triunfo ou a nossa destruição
È uma questão de tempo

Dê tempo ao tempo,
Senão ele pode ficar contra você
Não vamos fazer do nosso jeito
Não temos nada o que temer
Não a o que possamos fazer
O jeito é sentar e esperar
Até a guerra acabar

Escutamos os gritos de dor e sofrimento
De longe
Não a nada o que fazermos
A não ser: sentar e esperar
Até a guerra acabar

Sentimos o cheiro da morte
São cadáveres se decompondo
Pelo sul, leste, oeste e norte.
O cheiro é insuportável e nauseante
Algum soldado toca um instrumento
Que tem o som de um berrante

Mais passos estão chegando
Em um passo muito brando
Mas dá para escutar
Minutos depois começa
Uma nova batalha
O jeito é sentar e acalmar
Até a guerra acabar

Minutos que se passam parecem uma eternidade
Como pode haver tanto ódio e maldade?
Como pode haver tanto sonegariedade?
Rezo todos os dias para que os "reis"
Tenham um pouco de humildade!

Olho para essa toda gente
Refugiadas e apavoradas
Percebo que lá fora
As maiorias dos mortos eram inocentes
Será que devemos sentar e esperar
Até a guerra acabar?

No mundo não há mais lealdade
Passam dias, meses que parecem uma eternidade.
Paladin (Paladino)
Enviado por Paladin (Paladino) em 18/10/2007
Código do texto: T699247

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paladin (Paladino)
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 32 anos
97 textos (7430 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 02:57)