Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Controvérsias


A nata me humilhou
A massa me cativou
A mata me ensinou
A caça ao meu valor
Que faça algum esplendor

Mas a bata me escravizou
E a traça o sonho levou
E a praça me aliviou
Com a graça de algum amor
Que passa e logo passou

Vidraça então se quebrou
Trapaça que planejou
Pirraça me derrubou
Minha sina assim traçou
Não vacilou

Idas e vindas de um destino controvertido
Mesmo que ainda pareça o mesmo sentido
Eu na berlinda vivendo assim descabido
Se a vida finda sem que haja me redimido

Faça sentido
Sonho vivido
Senhor remido
Enfim definido
Edbar
Enviado por Edbar em 30/10/2007
Reeditado em 30/10/2007
Código do texto: T715730
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edbar www.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edbar
Recife - Pernambuco - Brasil, 66 anos
2955 textos (85545 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 18:43)
Edbar