Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A falsidade sincera

È um paradoxo querida
Esse conceito que criamos sobre a vida
Essas trocas de filosofias
Em mesas de bar ou dobras de esquinas
É tudo um paradoxo querida!

Somos rejeitados por nossos espelhos
Que não refletem o lado escondido dentro de nosso peito
E ficamos amargos com rostos envelhecidos
Contando tempo no passado esperando um futuro progressivo
 
Somos tão falsos
Tão falsos
Que sorrimos de qualquer maneira
Somos tão falsos
Tão falsos
Que choramos sem nenhuma tristeza

É um paradoxo garota
Esse conceito de viver numa boa
Essa constante troca de roupa
Que substitui uma pele pela outra
E não deixa o corpo se sentir livre e solta
É um paradoxo garota!

E somos rejeitados por todas as vitrines
Que se exibem para nós superficialidade sublime
Somos a personalidade de fetiche
Vivendo uma margem que não existe

Somos tão falsos
Tão falsos
Que sorrimos de qualquer maneira
Somos tão falsos
Tão falsos
Que choramos sem nenhuma tristeza

E eu olho para ti com toda a falsidade honesta
Dizendo que é paradoxo sorrir quando a imagem é funesta
Digo para ti com toda a falsidade sincera
Que você não pode sorrir sem parecer uma falsa Cinderela
 
Maycon Batestin
Enviado por Maycon Batestin em 12/11/2007
Código do texto: T734319
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Maycon Batestin
São Paulo - São Paulo - Brasil, 32 anos
2643 textos (108012 leituras)
3 e-livros (207 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 19:11)
Maycon Batestin