Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A DOR DA SAUDADE

 
 
CANSADO DE TUDO E DE TODOS,
ME PEGO FAZENDO POESIAS,
MAS TÃO DEPRESSIVAS,
QUE A VIDA E O MUNDO ME FAZEM CHORAR,
SÃO FATOS DE UM AMOR, QUE EU SEI,
QUEM SERÁ, NÃO ME IMPORTA VOLTAR,
VIVO A CAMINHAR NA CIDADE,
PROCURANDO PAZ, LIBERDADE,
MAS ME ACORRENTEI NUM PASSÁDO
QUE ENSISTE E ME TORNA A VOLTAR,
QUE IMPORTA O AZUL DESTE CÉU, DESTE MAR,
SE VOCE NÃO ESTÁ.
PERGUNTA PRO AMOR, MEU MUNDO ACABOU,
MAS RESTA EM MEU PEITO A SAUDADE,
E O SENTIMENTO NÃO DEVE MUDAR DE LUGAR,
ME CANSEI DE ESPERAR
QUE A VIDA PUDESSE ME SELECIONAR PRA VOCE,
PERGUNTA PRO AMOR, SE TUDO MUDOU,
MAS RESTA EM MEU SONHO A VERDADE
E A CAPACIDADE QUE EU TENHO DE AMAR,
MEU AMOR É AQUI TEU LUGAR,
SE RESTA UM CARINHO, VOLTA PRA MIM.
CANSADO DE TUDO E DE TODOS,
VIVO ME ESCONDENDO DA VIDA,
SÓ A SOLIDÃO, ANUNCIA EM MEU PEITO
A DOR DE ESPERAR,
CONFLITOS QUE VEM, ESPERANÇA QUE VAI,
QUERO A PAZ EM TE AMAR.

POETASP
Enviado por POETASP em 20/11/2007
Código do texto: T744249

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
POETASP
São Paulo - São Paulo - Brasil, 51 anos
354 textos (17591 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 06:34)
POETASP