Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dos retratos


Ela achava que eu não a compreendia
E eu ficava pela noite a ver navios
Certo ritos e bobagens que eu fazia
Se contassem nem eu mesmo acreditaria
Se passaram tantas noites tantos dias
Fui buscando um bom motivo pra viver
E hoje eu vivo em muito boa companhia
Vou buscando o que é preciso pra viver
Tanta gente se foi e eu fiquei por aí
Dividido entre esperança e sorte
Em esperar que as coisas mudem
Caminhando entre esperança e sorte
Em aguardar que as coisa mudem
Ver TV, esperar o fim do mês
Todos juntos esperando a nossa vez
O quanto dói a vida
Então relaxa e goza o quanto dá
Mate-me agora! Só se for por amor
Beije-me agora! Que o teu sorriso multiplica
Acalma e remove a dor
Caio Schroer
Enviado por Caio Schroer em 22/11/2007
Código do texto: T747460

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Schroer
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 52 anos
140 textos (4460 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 06:51)
Caio Schroer