Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEM MEDO DE SER FELIZ (51)

Libera tuas pernas... e caminhe na direção do vento.
Não cruze os braços e também não permita enferrujar o pensamento.
Mas procure em tudo ser útil, usando a bondade com desprendimento.
E tenha capacidade de interagir pelo bem comum da humanidade
e dela faça seu objetivo de vida, intenso.

A hora é agora, o tempo quem faz é você.
Quando vivifica suas atitudes e se despoja das coisas do mundo... dando o melhor de si e amando sem nada exigir.

O céu não espera resultados, mas é o exemplo dos melhores...
pra frente é que se anda, seguindo o sol, observando o mar
e para cada dia, um aprendizado na busca da harmonia.
A responsabilidade do sucesso é exclusividade sua,
ninguém vai matar a fome por você ou saciar-se, pela sua sede.
Portanto, siga o seu coração, esforçando-se cada vez mais,
para ver resultados favoráveis.
Não pense que a vida termina com a morte
e que a morte é o fim da jornada...
serás depois dela, o mesmo que sempre fostes nos teus pensamentos.
Estes sim... são suas criações e deles partem as vossas escolhas.

Orar e vigiar... é está em comunicação constante com a verdade.
Não sendo necessário, sacrifício para alcançar o nível elevado,
pois são as coisas simples, as mais valiosas!...
e as que contam, para as virtudes da alma.
Olhai a mãe natureza com carinho
e aprendei com ela a ter uma postura melhor!
 
Para cada coisa, há um valor
e sãos os valores que mais acumulam tesouros na vossa essência.
Sois vós o sal da terra e a terra ainda é vossa prometida...
Mas se alimentares a raiva, o ódio, a ira, a sede de vingança, como poderei ter no mundo alguma esperança?
É necessário sentir no outro a nossa metade
e unir forças para fazer mudanças...
Como viveremos daqui a alguns anos?
Presos em jaulas?
Construindo armadilhas?
Entre as redes da Microsoft?
Como pretendemos reverter esses quadros,
que nós mesmos ajudamos a pintá-los?...
Digo-lhes que nada é fácil.
Toda boa conquista começa com definições
de nossa própria integridade.
Com legalizações da nossa própria natureza
e que é à força de nossa vontade,
a identificar o elemento, que irá dignificar outras paisagens...
Não podemos continuar submissos a tanta violência.
E o que é a violência senão a ausência de amor?
Ela também, é uma perseguição impiedosa,
que investe na estrutura molecular da família,
atingindo todas as classes, impregnando a vida de restrições.

Não há duvida de que a humanidade vive uma paródia de tempos modernos, vive uma deficiência de ser completamente dependente
das convenções que elegem o Ser como Filho de Deus.
Muita facilidade... e pouca qualidade de vida.
Muitas opções... e pouquíssimas percepções superiores.
Relações destituídas de méritos, fornicações, ambigüidades de referências, maus hábitos, uso indevido da palavra,
dissociação do sagrado e tantas outras inconveniências...
que obscurece o espírito e faz sofrer a matéria.

Mas ainda assim... existem o belo, a arte,
a poesia espalhados na síntese do nosso Planeta.
Há sorrisos nas flores, nos mares, nas árvores, na brisa e nas crianças que ainda não entendem a problemática da sociedade.
Há muito pelo que se investir.
É nesses propósitos que precisamos projetar um futuro melhor,
para a humanidade.
Cuidando do Ser na manifestação da Paz mundial!

Falamos muito em amor,
mas para amar é imprescindível fechar os olhos à negatividade.
Para isso, o perdão deve funcionar vinte quatro horas
ininterruptamente.
Assim recomeçará o trabalho na casa do Pai...
e o filho... (eu, você, todos nós...),
nos sentiremos envolvidos na: Cultura do Amor Divino!
 


Fim desta, Cristina Maria O. S. S. - Akeza.

Akeza
Enviado por Akeza em 28/11/2007
Reeditado em 24/07/2014
Código do texto: T756738
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Akeza
Canavieiras - Bahia - Brasil, 56 anos
2380 textos (411515 leituras)
60 áudios (108279 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 13:19)
Akeza